Entre Van Gogh, Picasso e Hélio Melo

Veriana Ribeiro

O corpo e o homem.

Esse é o tema da exposição “Entre Nós – A Figura Humana no Acervo do MASP”, que já passou pelo Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e atualmente encontra-se em Brasília. São peças do Povo Iorubá (Nigéria), da cultura Chancay (Peru) e de artistas como Renoir, Van Gogh, Picasso, Diego Rivera, Portinari, Djanira, entre outros importantes nomes da arte mundial e brasileira, mostra de uma grande pluralidade estética ao longo dos tempos.

Os acreanos vão se emocionar com a presença do conterrâneo Hélio Melo na exposição, com o quadro “O serrador” , de 1983, em que dois homens serram uma tora de madeira tendo a floresta ao fundo. A exposição conta com uma audio descrição, que conta a história do artista e seu trabalho artístico, que você pode ouvir aqui.

Artista plástico, compositor, músico e escritor acreano, Hélio viveu sua infância e juventude nos seringais. Seus trabalhos refletem sua vivência na floresta, com os animais, indígenas, mateiros, seringueiros, pescadores e todas as pessoas-bichos-plantas que vivem na mata. Ele refletia o cotidiano e os conflitos que se encontram nesse espaço. Autodidata, Hélio utilizava nanquim e tintas naturais que preparava a partir do sumo das plantas.

Entre Van Gogh e Portinari, Hélio Melo se finca entre os grandes nomes da arte. Um lugar que faz jus ao seu talento. 

A exposição

“Entre Nós – A Figura Humana no Acervo do MASP” celebra os diferentes movimentos artísticos, com obras que datam desde o período pré-colombiano, antes do século 14, até as que se estendem aos dias atuais. A mostra passa por ícones da arte Yorubá e pela arte dos períodos do Pré-Renascimento, Renascimento, Iluminismo, Impressionismo, Pós-Impressionismo, Modernismo e arte contemporânea. A figura humana é o condutor desta pluralidade estética. A mostra fica até 18 de setembro, em Brasília, de terça a domingo, das 9h às 21h.

O Museu de Arte de São Paulo-MASP detém a maior coleção de arte da América Latina. Os curadores Rodrigo Moura e Luciano Migliaccio, da equipe de curadores do MASP, oferecem na exposição “Entre Nós” um rico passeio pela história da arte. A ideia é apresentar a transformação da sociedade e da própria arte ao longo dos séculos, tendo como referência a representação da figura humana.

SERVIÇO
Entre nós — A figura humana no acervo do Masp
Abertura hoje, às 19h30, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *